Centro BenQ Knowledge

Melhores monitores de jogos com controlos remotos - todos os detalhes

BenQ
2020/03/04

Poderá associar os controlos remotos à TV, mas o seu monitor de jogos também poderá tirar grandes benefícios da utilização de um. Se está a equipar-se com um monitor com uma cor espetacular, excelente resposta, resolução otimizada e ângulos de visualização ideais, então porque não opta também por um monitor com um controlo remoto? Por exemplo, o nosso EX2780Q inclui um controlo remoto e, por isso, encaramo-lo como um pacote completo para os jogadores mais exigentes.

Os controlos remotos dão-lhe maior comodidade e acesso direto às definições do monitor para que não precise de parar e começar a mexer em botões confusos para gerir a apresentação no ecrã (OSD - on screen display). Poderá nem sequer precisar de tirar as mãos do teclado ou do controlador se tiver um controlo remoto, o que já não se pode dizer dos botões montados no monitor. Não pense nisso como sendo um caso de preguiça porque está muito perto do seu monitor de jogos, o que não acontece no caso do televisor da sala. Não tem nada a ver com isso, tratando-se apenas de simples senso comum: os controlos remotos foram inventados por motivos simples, como a conveniência e eficiência. O que lhe apetece é passar o tempo a jogar e não a procurar o botão do menu por baixo do monitor.

Quer use um PC, uma consola, ou ambos, algo aparentemente tão simples como um controlo remoto demonstra que um monitor dá atenção ao detalhe e que representa um produto com todos os detalhes proverbiais. Para jogar melhor, um controlo remoto é verdadeiramente imprescindível. 

O monitor de jogos completo

Com o EX2780Q como exemplo, deixe-nos examinar o que torna um monitor ideal para jogos e porque é que um controlo remoto faz parte da equação. O EX2780Q oferece um painel QHD de 27" com a densidade de pixels correta. O belíssimo ecrã IPS, com um amplo ângulo de visão de 10 bits, oferece o ponto ideal para jogos de 2560 x 1440 (QHD) a até 144 Hz, cobrindo géneros desde as aventuras em mundo aberto aos FPS competitivos e de reação rápida. O HDR e o suporte de ampla gama de cores para os espaços de cores para além do RGB padrão (Adobe RGB e DCI-P3, nomeadamente) traduzem-se em gráficos espantosos. O AMD FreeSync elimina o irritante efeito de “tearing” no ecrã e garante que a sua placa de vídeo e o EX2780Q estão sempre, podemos dizê-lo, a olhar-se nos olhos.

No que se refere ao áudio, dispõe de dois altifalantes e um subwoofer para um canal de som verdadeiro de 2.1, com uma saída de auscultadores obviamente incluída para aqueles momentos em que a consideração pelos outros é uma prioridade.

Está a reparar no tema de fundo? O EX2780Q foi construído de base para oferecer funcionalidades de que os jogadores realmente precisam, querem e utilizam. Não incluir um controlo remoto seria simplesmente estranho neste momento. Daí que os monitores de jogos da mesma categoria do EX2780Q tenham controlos remotos, pois isso é uma característica que já não faz qualquer sentido ignorar. É claro que pode adquirir um monitor de jogos “barato” com funcionalidades básicas, mas isso não irá proporcionar-lhe a mesma experiência a longo prazo.

Pare de brincar com o OSD

Dissemos que incluir um controlo remoto é uma simples questão de senso comum. Porquê? Porque os monitores de jogos de primeira categoria tratam primeiramente de o manter concentrado no seu passatempo e de minimizar as distrações. Andar a remexer num conjunto de botões sensíveis montados no monitor é, sem dúvida, uma distração. Afasta-o do jogo, forçando uma pausa significativa e quebrando o seu ritmo. E isso se assumirmos que os botões do OSD fazem algum sentido. Fabricantes menos atenciosos conseguem preços baixos devido a conjuntos de botões incompletos ou até sem sentido, donde resultam monitores a que levamos séculos a habituar-nos.

Quer mesmo perder o seu tempo a mexer desajeitadamente num botão de menu com um design deficiente só para alterar o brilho, o volume, o modo de imagem ou algumas outras funções básicas? Não, certamente que não quer. Um controlo remoto ergonómico, que só precisa de um minuto para entender como funciona e cuja operação se torna numa segunda natureza, resolve-lhe esse problema. Nada de confusões e muito mais jogo.

Mais uma vez, não considere isso preguiça. É suposto que possa sentar-se e desfrutar do seu jogo. A ênfase é colocada no “sentar-se” e não em inclinar-se sobre o monitor para passar os próximos dez minutos a mexer em menus que parecem diretamente saídos da década de 1990. O EX2780Q é um monitor de jogos de primeira categoria e desempenha esse papel por todas as formas, incluindo o seu elegante controlo remoto.

Produto Recomendado

Monitor de jogos EX2780Q de 144 Hz com tecnologia HDRi | BenQ

  • Ecrã de 27” 2K QHD 16:9 IPS 
  • Espaço de gama larga com HDR e FreeSync para uma imagem melhor e fluida
  • Conectividade de um cabo USB-C™

Um controle para PC e consoles

Dado que o EX2780Q oferece altifalantes e auscultadores com um som magnífico é uma ótima base para áudio em multiplataforma. Graças também às múltiplas entradas de vídeo (duas de HDMI e uma DisplayPort), pode ligar facilmente o seu PC e até duas consolas ao mesmo ecrã. Apesar de ser uma coisa trivial, a gestão de volume para os três torna-se rapidamente numa confusão independentemente dos botões do OSD. Os PC e as consolas precisam que se vá aos menus e às definições para alterar o volume. Silenciar uma Xbox ou uma PlayStation através dos seus painéis necessitará de um artigo só para isso, enquanto que com o controlo remoto do EX2780Q isso se faz apenas com um botão. Mas mesmo que algo leve cerca de 30 segundos a fazer manualmente, com um controlo remoto leva apenas dois. Por isso, mais uma vez, não ter um controlo remoto faz muito pouco sentido, a menos que aprecie as emoções de configurar menus. Pensamos que não será o caso.

Ótimo para conteúdos de entretenimento para além dos jogos

Por muito que nos sintamos tentados a dar mais uma volta, ou fazer mais uma rodada, passar um posto de controlo, efetuar um raid ou dar mais um passo na cadeia tecnológica, por vezes, tudo o que apetece após um longo dia de trabalho é jogar um bocadinho e depois largar o comando ou o rato e ver um filme. Com um ótimo painel IPS mesmo à sua frente, o EX2780Q duplica-se como um monitor de excelência para filmes e TV, para além da sua função natural como facilitador do prazer dos jogos.

E o que é que anda sempre de mão dada (sem trocadilhos) com os filmes e a TV? É claro, um controlo remoto. Quer mesmo efetuar a velha rotina de ir mexer no monitor a meio de uma sessão de visualização? Não o faria com um televisor, porque irá tolerá-lo no seu monitor?

Não tome nada como garantido. Os controlos remotos fazem falta quando não estão incluídos, por isso não pense que estará a fazer a si próprio um grande favor ao poupar um pouco, abdicando do controlo remoto e optando por um monitor genérico. Faça o que é lógico – tal como dissemos, a inclusão de um controlo remoto mostra que as pessoas que fabricam os monitores estão a tratar do assunto como profissionais. Um monitor de jogos que inclui um controlo remoto é provável que seja bom em todas as suas outras características, melhor do que um ecrã que omitiu o controlo remoto. Pense antes de comprar!